Stella Antunes


Stella de Azevedo Antunes, artista-bailarina, coreógrafa, maitre de ballet, atriz e produtora, iniciou seus estudos de sapateado em 1970 com Pat Thibodeaux. Leciona desde 1977, e fez diversos cursos no exterior, tendo a oportunidade de estudar em escolas como Broadway Dance Center, Steps e Woodpecker, e com grandes mestres, como Ted Levy, Randy Skinner, Germaine Salsberg, Leslie Lockery, Brenda Buffalino, Barbara Duffy, Savion Glover, Diane Walker, Van Porter, Harold Nicholas (Nicholas Brothers), Margaret Morrison, Buster Brown, Phill Black, Jason Samuels, Baakari Wilser, Jimmy Slide , entre outros.

Coreografou para a abertura da novela “Rainha da Sucata” e para o programa “Gente Inocente”, ambos da TV Globo.

Atuou na Ópera “Carmem” dirigida por Sérgio Britto no Teatro Municipal em 1987.

Em 1985 inaugurou a Dança & Cia. Centro de Artes Ltda em sociedade com sua amiga de infância Amália Machado. Produtora artística e cultural e escola dedicada ao ensino das mais diversas modalidades artísticas como dança, teatro, música, etc.

Durante todos estes anos, ministrou cursos no Rio de Janeiro e em diversas cidades brasileiras como São Paulo, Curitiba, Ribeirão Preto, Belo Horizonte , Fortaleza e Brasília, entre outras.

A parceria de Stella e Amália foi adiante, e então fundaram a Cia Dá no Pé, que teve importância fundamental para que o sapateado se firmasse no Brasil.

Pela primeira vez na história, as coreografias do espetáculo “Sapato Musical” estavam indicadas ao Prêmio Mambembe.

Stella Antunes também é criadora e organizadora das Sapateatas realizadas em 1991, 1992 e 1993, e da I e II Semana de Sapateado, em 1994 e 1995.

Em 1994, dançou em New York no conhecido “La Cave”, junto com Cíntia Martin e com os grandes nomes como Van Porter, Jimmy Slide, Chuck Green, Lon Chaney, Barbara Duffy e Margareth Morrison.

Foi presidente da Associação Brasileira de Sapateado de 1994 a 1999.

Em 1990 surgiu a necessidade de trabalhar com música ao vivo, e a Cia. Dá No Pé transformou-se na Orquestra Brasileira de Sapateado, agora com direção musical do maestro Tim Rescala e coreografias, mais uma vez da amiga e parceira, Amália Machado.

Atuou como bailarina, atriz, produtora, coreógrafa e diretora da companhia, desenvolvendo diversos trabalhos com profissionais renomados, como os diretores Roberto Talma, Karen Accioly, Sergio Britto, Bernardo Jablonsky, Marcelo Saback, Vinícius Marques entre muitos outros.

Alguns trabalhos realizados:

  • Com a Cia. Dá No Pé
  • Sapato Musical (1986 a 88), A Pipa (1989), Tap Station (1990)
  • Com a Orquestra Brasileira de Sapateado
  • Synopsis (1991), OBS na Casa de Cultura Laura Alvim (1992), Cinco a Dois (1993/94), Heleno, um Homem Chamado Gilda (1996), No Passo do Compasso (1997), Insônia da Lapa (1998/ 99), Maquinária (2000/2001), Sapato Musical (2002/2003),Síntese (2004/2005) O Passarinho e a Borboleta (2006).
  • Em 2002 , recebeu a Homenagem Especial da Mostra Carioca de dança , pelo show do ano em prol da cultura do país , representado pelo incentivo a arte do sapateado e dança no Brasil
  • Em 2005 criou e produziu um espetáculo sobre cinema encomendado pela Empresa Usiminas realizado em Ipatinga e Belo Horizonte
  • Em 2008 recebeu a Homenagem Especial do Tap In Rio, pela contribuição e incentivo a arte do sapateado.
  • Atuou como atriz e produtora na peça O Nosso Amor a Gente Inventa (2008/2009/2010) de Miguel Paiva com direção de Cininha de Paula.
  • Em 2013 produziu e atuou na peça “Meu Amigo Bobby”- com roteiro, texto, musicas e direção musical de Tim Rescala e direção de Cininha de Paula.
  • Em 2016 e 2017 dirigiu, roteirizou e atuou no espetáculo OBS MIX, em comemoração dos 25 anos da Orquestra Brasileira de Sapateado.
  • Atualmente também está produzindo o documentário da Orquestra Brasileira de Sapateado.